“Violentar não é amar!” – 10º e 11º anos do Curso Profissional de TAS

Durante os meses de janeiro e fevereiro, foram dinamizadas várias sessões que sensibilizaram os|as alunos|as das turmas do Curso Profissional de Técnico|a Auxiliar de Saúde para os aspetos relativos à violência no namoro e igualdade de género. A dinâmica foi orientada pelas técnicas Maria Soares e Raquel Silva, da delegação da Cruz Vermelha de Arcos de Valdevez. Consistiu na implementação de um jogo de tabuleiro – EuropAlien (adequado para jovens vulneráveis que se baseia nas oito prioridades da estratégia da União Europeia para a Juventude: educação; emprego; criatividade e empreendedorismo; saúde e desporto; participação; inclusão social; voluntariado e juventude no mundo). Os|As alunos|as foram também desafiados|as a participar em momentos de reflexão e debate em grupo.

Com a realização da atividade pretendeu-se a concretização dos seguintes objetivos: abordar as questões relativas à violência no namoro através de jogos de estratégia; refletir sobre práticas corretas e desajustadas em contexto de relacionamento; sensibilizar os|as alunos|as para os sinais de alerta de violência no namoro; contribuir para a prevenção de práticas violentas nos relacionamentos entre jovens.

Os|As participantes evidenciaram interesse e envolvimento, assim como partilharam reflexões imprescindíveis acerca das temáticas abordadas e que são fundamentais para a vivência de um relacionamento interpessoal mais saudável.

A Diretora do Curso TAS, Ana Cláudia Fernandes

Outras Notícias