Análises Laboratoriais

TÉCNICO DE ANÁLISE LABORATORIAL

analisesLaboratoriais

O técnico de análise laboratorial é o profissional qualificado para, no domínio dos princípios e das técnicas de análise qualitativa, quantitativa e instrumental, realizar ensaios, registar e interpretar os resultados, selecionando os métodos e as técnicas mais adequadas, para aplicação em contexto laboratorial e ou em processos químicos.

 

Saída profissional — técnico de análise laboratorial.
Família profissional — química.
Área de formação —  engenharia química (524)
Portaria nº 890/2004, de 21 de Julho 

 


Atividades Fundamentais

Saídas Profissionais

Estrutura Curricular


 

Atividades fundamentais

  • Ensaios e análises por setor de atividade;
  • Aplicar as técnicas de análise química e selecionar as que melhor se adaptam à resolução de um dado problema;
  • Recolher e preparar amostras de substâncias e produtos a analisar;
  • Realizar ensaios físico-químicos e/ou microbiológicos;
  • Realizar análises qualitativas, quantitativas e instrumentais;
  • Relacionar métodos e técnicas analíticas a cada processo/atividade;
  • Interpretar resultados de ensaios e análises propondo soluções de alteração dos parâmetros;
  • Criticar resultados de ensaios e análises;
  • Realizar tratamento e processamento de dados informaticamente;
  • Medir e controlar variáveis dos processos físico-químicos e/ou biológicos;
  • Colaborar na definição e pôr em prática normas de segurança, saúde e ambiente e qualidade;
  • Armazenar e classificar produtos químicos tendo em conta a análise de risco do produto;
  • Realizar a gestão de stocks de reagentes;
  • Realizar gestão de resíduos tóxicos e/ou perigosos;
  • Identificar processos e tecnologias dos diversos subsectores da indústria química [início]

Saídas Profissionais

  • Indústria Química;
  • Indústria Agroalimentar;
  • Indústria Têxtil;
  • Indústria Metalúrgica;
  • Laboratórios;
  • Câmaras Municipais e outros departamentos públicos ou privados.  [início]

Estrutura Curricular

Prima na imagem para aceder à Portaria que publica o plano curricular deste curso [inicio]

 

plano  analises

Design de Moda

TÉCNICO DE DESIGN DE MODA

O Técnico de Design de Moda é um profissional que executa projetos de criação de novos produtos de vestuário e/ou acessórios e desenvolve produtos já existentes destinados à confeção em série e por medida, tendo em conta as tendências de moda nacional e internacional, os padrões de qualidade e as tendências de consumo.

 Saída Profissional: Técnico de Design de Moda está apto para trabalhar em empresas do setor têxtil, gabinetes de tendências de moda, empresas de representação têxtil, escolas de moda e centros de formação, jornais e revistas de moda e atelier próprio. O Técnico de Design de Moda exerce funções de estilista/designer de moda, consultor de moda, orientador de compras, ilustrador, figurinista, crítico de moda e formador na área do design de moda.

 

Saída Profissional - Técnico de Design de Moda
Família Profissional - Textil, Vestuário e Calçado
Área de Formação - Design (214)
Portaria nº1291/2006, 21 de Novembro 
                601/2007


Atividades Principais 

Saídas Profissionais

Estrutura Curricular 


 

Atividades Principais

  •  Analisar o mercado, as tendências da moda, as condicionantes técnicas e os padrões de qualidade, com vista ao planeamento e conceção de novos produtos de vestuário e coleções.
  •  Planear coleções para os vários setores do vestuário, nomeadamente, estruturando as coleções e definindo os modelos a desenvolver.
  • Conceber, manualmente e/ou com recurso a meios informáticos, os modelos de vestuário que irão constituir a coleção.
  • Acompanhar a execução do protótipo do modelo, nas fases de modelagem e confeção, verificando a sua conformidade com as especificações técnicas e com os padrões de qualidade definidos, nomeadamente, ao nível das matérias-primas, do corte, das costuras e dos acabamentos, propondo eventuais alterações sempre que necessário.
  •  Apresentar o modelo de vestuário e/ou o seu protótipo ao cliente ou aos responsáveis pela empresa, com vista à sua aprovação e proceder a eventuais adaptações.
  •  Desenvolver, junto dos destinatários, atividades de promoção das coleções de vestuário.
  • Elaborar relatórios e outros documentos de controlo, relativos à sua atividade. [inicio] 

Saídas Profissionais 

  •  Desenvolvimento de coleções
  • Consultor de moda
  • Orientador de compras
  • Ilustrador
  • Figurinista
  • Crítico de moda
  • Formador na área do design de moda [inicio]

Estrutura Curricular

 Prima na imagem para aceder à Portaria que publica o plano curricular deste curso  [inicio]

 

design

 

 

 

 

Eletrónica, Automação e Computadores

 

TÉCNICO DE ELETRÓNICA, AUTOMAÇÃO E COMPUTADORES

O técnico de electrónica, automação e computadores é o profissional qualificado apto a desempenhar tarefas de carácter técnico relacionadas com a instalação, manutenção, reparação e adaptação de equipamentos electrónicos de automação industrial e de computadores, no respeito pelas normas de higiene e segurança e pelos regulamentos específicos.

 

Saída Profissional: Técnico de Eletrónica de Computadores 
Família Profissional: Eletricidade e Eletrónica
Área de Formação: Eletrónica e Automação (523)
Portaria nº 889/2005, de 26 de Setembro


 Atividades principais

Saídas Profissionais

Estrutura Curricular


 

Atividades principais 

  • Selecionar criteriosamente componentes, materiais e equipamentos, com base nas suas características tecnológicas e de acordo com as normas e regulamentos existentes;
  • Interpretar e utilizar corretamente manuais, esquemas e outra literatura técnica fornecida pelos fabricantes de equipamento elétrico/eletrónico e digital;
  • Efetuar operações de correção, ajuste e manutenção, segundo as instruções do fabricante;
  • Analisar e interpretar anomalias de funcionamento e formular hipóteses de causas prováveis;
  • Aplicar e respeitar as normas e os regulamentos relacionados com a actividade que desenvolve;
  • Aplicar e respeitar as normas de proteção do ambiente e de prevenção, higiene e segurança no trabalho;
  • Interpretar e reparar pequenas instalações de baixa tensão de alimentação, comando, sinalização e proteção;
  • Orientar e colaborar com equipas de manutenção;
  • Proceder à montagem, manutenção e reparação de automatismos industriais;
  • Projetar e realizar protótipos de módulos eletrónicos de pequena e média complexidade e proceder à respetiva montagem, teste e ajuste;
  • Instalar módulos eletrónicos de controlo;
  • Projetar, instalar e operar sistemas de automação por autómatos programáveis de pequena e média complexidade;
  • Programar algoritmos de controlo para autómatos programáveis;
  • Efetuar a instalação de computadores e periféricos, estabelecendo as configurações possíveis do hardware;
  • Proceder à deteção e reparação de avarias típicas em módulos e componentes do computador e periféricos;
  • Aplicar testes e procedimentos adequados no processo de reparação e de substituição de módulos avariados;
  • Reparar placas de microcomputadores, monitores e periféricos mais usuais, com recurso a equipamento de teste básico e software de diagnóstico;
  • Reconfigurar os sistemas informáticos, a nível de hardware e de sistema operativo, adaptando-os às necessidades da empresa;
  • Projetar sistemas de alimentação lineares e sistemas de alimentação especiais;
  • Interligar sistemas de comunicações.  [início]

Saídas Profissionais

  • Empresas públicas ou privadas que recorram a serviços de computadores para as atividades diárias;
  • Empresas de tecnologias e sistemas de informação;
  • Empresas vendedoras de equipamentos informáticos.  [início]

Estrutura Curricular

Prima na imagem para aceder à Portaria que publica o plano curricular deste curso  [início]

 

planoEAC

 

Energias Renováveis

TÉCNICO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS

 O Técnico de Energias Renováveis/Sistemas Solares é o profissional qualificado apto a programar, organizar, coordenar e executar a instalação, a manutenção e a reparação de sistemas solares térmicos e de sistemas solares fotovoltaicos, de acordo com as normas, os regulamentos de segurança e as regras de boas práticas aplicáveis. 

 

 

Saída Profissional: Técnico Instalador de Sistemas Solares Térmicos; Técnico Instalador de Sistemas Solares Fotovoltaicos; Técnico Instalador de Sistemas Eólicos; Técnico Instalador de Sistemas de Bioenergia 

Família Profissional: Mecânica
Área de Formação: Eletricidade e Energia (522)
Portaria nº 944/2005, de 28 de Setembro

  


 Atividades principais

Saídas Profissionais

Estrutura Curricular


 

Atividades principais 

  • Programar e organizar os trabalhos a realizar;
  • Analisar o projecto de instalação, identificando os equipamentos e acessórios a instalar e a sua localização;
  • Avaliar as condições físicas do local de instalação, as necessidades térmicas e outras especificações técnicas;
  • Preparar as condições necessárias à execução da instalação, da manutenção e da reparação de sistemas solares térmicos e de sistemas solares fotovoltaicos;
  • Coordenar e supervisionar a instalação dos sistemas solares térmicos;
  • Coordenar e supervisionar a instalação de equipamentos, a fim de assegurar o correcto funcionamento dos mesmos;
  • Executar ou supervisionar os ensaios do sistema solar térmico, utilizando equipamentos de medida e controlo;
  • Coordenar e supervisionar a instalação dos sistemas solares fotovoltaicos;
  • Coordenar e supervisionar o diagnóstico de anomalias nos sistemas solares térmicos e nos sistemas solares fotovoltaicos, procedendo ao controlo do funcionamento de equipamentos e acessórios;
  • Executar ou supervisionar os ensaios do sistema solar térmico, utilizando equipamentos de medida e controlo;
  • Coordenar e supervisionar a instalação dos sistemas solares fotovoltaicos;
  • Coordenar e supervisionar o diagnóstico de anomalias nos sistemas solares térmicos e nos sistemas solares fotovoltaicos, procedendo ao controlo do funcionamento de equipamentos e acessórios;
  • Executar ou supervisionar os ensaios do sistema solar térmico e do sistema solar fotovoltaico reparados, utilizando equipamentos de medida e controlo;
  • Assegurar a manutenção dos sistemas solares térmicos e dos sistemas solares fotovoltaicos;
  • Prestar assistência técnica a clientes;
  • Elaborar relatórios e preencher documentação técnica relativa à actividade desenvolvida.   [início]

Saídas Profissionais

  • Empresas de comercialização e instalação de sistemas solares fotovoltaicos / térmicos;
  • Empresas de climatização;
  • Gabinetes de projetos.  [início]

Estrutura Curricular

Prima na imagem para aceder à Portaria que publica o plano curricular deste curso  [início]

 

Informática de Gestão

TÉCNICO DE INFORMÁTICA DE GESTÃO

técnico de informática de gestão é o profissional qualificado que possui competências no âmbito da gestão das organizações, nomeadamente na construção de modelos de gestão de negócios/projectos, criando matrizes com recurso a aplicações informáticas para as micro, pequenas e médias empresas, com vista à eficácia de resultados. Está apto a apoiar a coordenação de departamentos de informática e a proceder ao desenvolvimento, instalação e utilização de aplicações informáticas em qualquer área funcional de uma organização/ empresa.

 

Saída profissional- técnico de informática de gestão
Família profissional- informática
Área de educação e formação- Ciências Informáticas (481)

Portaria n.o 913/2005, de 26 de Setembro

  


 Atividades principais

Saídas Profissionais

Estrutura Curricular


 

Atividades principais 

  • Instalar, configurar e efetuar a manutenção de diferentes sistemas operativos e de software de aplicação;
  • Avaliar e participar na escolha de utilitários, assim como nas políticas de segurança em sistemas informáticos;
  • Desenvolver aplicações na área da gestão;
  • Avaliar e participar na escolha de ferramentas de gestão;
  • Analisar, testar e implementar ferramentas de gestão;
  • Parametrizar e adequar, as necessidades específicas, ferramentas de gestão existentes;
  • Analisar problemas e propor soluções adequadas aos meios existentes na empresa;
  • Desenvolver, distribuir, instalar e efectuar a manutenção de aplicações informáticas, utilizando ambientes e linguagens de programação procedimentais e visuais;
  • Desenvolver, instalar e manter servidores, páginas e sistemas de informação nas tecnologias Web;
  • Colaborar na gestão de meios humanos, materiais e financeiros;
  • Participar na execução da contabilidade geral da empresa;
  • Apoiar o processamento de salários;
  • Utilizar aplicações de facturação, stocks, contas correntes, imobilizadas, contabilidade e salários;
  • Participar na organização dos processos e procedimentos das obrigações fiscais;
  • Participar nos processos e procedimentos referentes aos diversos regimes de protecção social;
  • Apoiar o expediente e o arquivo;
  • Participar na elaboração de relatórios e mapas de gestão. [início]

 

Saídas Profissionais: 

  • Técnico de Bases de Dados
  • Técnico de Sistemas
  • Técnico de Redes Informáticas
  • Técnico de Programação
  • Técnico de Gestão Informática ou de Instalação de Sistemas Informáticos
  • Construtor de Páginas Web
  • Técnico de Contabilidade
  • Técnico Administrativo   

 

Se desejares prosseguir os teus estudos em cursos superiores, indicamos alguns relacionados com esta área:

Engenharia de Computadores e Sistemas Informáticos,

Engenharia de Comunicações,

Engenharia da Computação Gráfica e Multimédia,

Engenharia Informática e Telecomunicações, Informática e Informática de Gestão. [início]

 

Estrutura Curricular

Prima na imagem para aceder à Portaria que publica o plano curricular deste curso  [início]

 PlanoCurricularIG

 

Localizar